Seguidores

TRADUTOR

terça-feira, 24 de abril de 2012

NOSSA SENHORA DAS LÁGRIMAS


NOSSA SENHORA DAS LÁGRIMAS

APARIÇÃO DE NOSSA SENHORA DAS LÁGRIMAS

No Brasil, temos alguns relatos de aparições da Santíssima Virgem que receberam autorização explícita do Bispo Local para a divulgação, o chamado "imprimatur". Um desses casos aconteceu em Campinas-SP, a partir do ano de 1930. O imprimatur foi concedido pelo Bispo D. Francisco de Campos Barreto.

Foi no Instituto das Irmãs Missionárias de Jesus Crucificado, fundado pelo próprio Dom Francisco de Campos Barreto, Bispo de Campinas, que viveu a Irmã Amália de Jesus Flagelado, agraciada com o fenômeno dos sagrados estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Ela fez parte das oito primeiras irmãs e foi co-fundadora do Instituto, fazendo seus votos perpétuos em 8 de dezembro de 1931.

Em 1929, a esposa de um parente da Madre Fundadora da congregação adoeceu gravemente, e vários médicos declararam não haver mais possibilidade de cura. Com lágrimas nos olhos, o marido lamentou: “O que será das minhas crianças pequenas”?

Neste momento, Irmã Amália sentiu uma forte moção que a chamava para junto do Sacrário. Foi então para a capela, ajoelhou-se com os braços estendidos e orou a Nosso Senhor: “Se existir alguma possibilidade de salvar à esposa de T., eu estou pronta para oferecer minha vida pela mãe de família. O que o Senhor quer que eu faça”?

Escutou em seguida a voz de Nosso Senhor, que dizia: "Se deseja obter esta graça, peça-a a Mim pelos merecimentos das Lágrimas de Minha Mãe”.

Irmã Amália perguntou: “Como devo eu rezar?” Então Jesus ensinou-lhe as seguintes orações:

"Meu Jesus, ouvi os nossos rogos pelas Lágrimas de Vossa Mãe Santíssima. Vede, ó Jesus, que são as Lágrimas d'Aquela que mais Vos amou na terra, e que mais Vos ama nos céus."

Nosso Senhor lhe disse ainda:

“Minha filha, o que os homens Me pedem pelas lágrimas de Minha Mãe, Eu amorosamente concedo. Mais tarde, Minha Mãe entregará este tesouro para o nosso querido Instituto, como um sinal de Sua Misericórdia.”

ROSÁRIO DAS LÁGRIMAS

No dia 8 de março de 1930, Irmã Amália teve uma aparição da Santíssima Virgem, que se mostrou com uma túnica violeta, um manto azul e um véu branco que cobria Seu peito e ombros. Segurava em Suas Mãos um branco rosário brilhante, que lhe entregou dizendo:

“Este é o rosário de Minhas lágrimas, que foi prometido pelo Meu Filho ao nosso querido Instituto como uma parte de seu legado. Ele também já lhe deu as orações. Meu Filho quer Me honrar especialmente com essas invocações e, além disso, Ele concederá todos os favores que forem pedidos pelos merecimentos de Minhas lágrimas. Este rosário alcançará a conversão de muitos pecadores, especialmente dos possuídos pelo demônio”.

“Uma especial graça está reservada para o Instituto de Jesus Crucificado, principalmente a conversão de vários membros de uma parte dissidente da Igreja. Por meio deste rosário o demônio será derrotado e o poder do inferno destruído. Arme-se para a grande batalha."

O Rosário das Lágrimas, ensinado pela Santíssima Virgem à Irmã Amália, tem 49 pequenas contas brancas divididas em sete partes. É semelhante ao Rosário das Sete Dores de Maria e tem, no lugar da Cruz, a medalha de Nossa Senhora das Lágrimas. É rezado da seguinte forma:

Oração Inicial: "Eis-nos aos Vossos pés, ó dulcíssimo Jesus Crucificado, para Vos oferecer as Lágrimas d'Aquela que, com tanto amor, Vos acompanhou no caminho doloroso do calvário. Fazei, ó bom Mestre, que nós saibamos aproveitar a lição que elas nos dão para que, realizando a Vossa Santíssima Vontade na terra, possamos um dia, nos céus, Vos louvar por toda a eternidade. Amém”.

Nas contas maiores: "Vede, ó Jesus, que são as lágrimas d'Aquela que mais Vos amou na terra. E que mais Vos ama nos céus”.

Nas contas menores: "Meu Jesus, ouvi os nossos rogos. Pelas lágrimas de Vossa Mãe Santíssima”.

No final da Coroa: "Vede, ó Jesus, que são as lágrimas d'Aquela que mais Vos amou na terra... E que mais Vos ama nos céus”. (três vezes)

Oração Final: Virgem Santíssima e Mãe das Dores, nós Vos pedimos que junteis os Vossos pedidos aos nossos, a fim de que Jesus, Vosso divino Filho, a quem nos dirigimos, em nome das Vossas Lágrimas de Mãe, ouça as nossas preces e nos conceda, com as graças que desejamos, a coroa eterna. Amém.

MENSAGENS

Dentre as outras mensagens recebidas por Irmã Amália, a Santíssima Virgem revelou a ela:

“Missionária que Me vês, já entendeste o significado das cores que uso quando Me apresento a ti? Quando estiveres diante de uma imagem minha, relembra o que agora vou te explicar”.

“Por que uso um manto azul? Para que te lembres do céu, quando estiveres exausta pelos trabalhos e carregada com a cruz das tribulações. O meu manto te lembre de que o céu te dará felicidade indizível e alegria eterna e isto deve dar coragem à tua alma e paz a teu coração, para continuar a luta até o fim”!

“Desejar o céu, amada minha, é uma doce consolação, pois a alma foi criada para gozar desta felicidade, e deve lembrar-se dela e desejá-la. Deus criou o céu para seus filhos e porque não hão de pensar nele? Mas o que é este céu? Este céu é Deus mesmo, portanto desejá-lo é desejar a Deus”.

“Desejando dar-te coragem, apresentei-Me a ti revestida de azul. Assim, quando Me contemplares, lembra-te do céu que encontrarás depois deste peregrinar”.

“Não sejas egoísta, quando trouxeres alguma pessoa aos pés de minha imagem, conta-lhe o que te contei, para que todos tenham a mesma consolação. Ao Me fitarem conta-lhes que Eu sou Mãe de todos os homens, dos mais pobrezinhos e até dos criminosos. Todos têm direito de Me chamar de Mãe, porque por todos os homens Jesus expirou na cruz”.

“Alma missionária, não te esqueças do significado do manto azul de tua Mãe lacrimosa. Aprende e transmite a todos os homens de boa vontade”.

”Missionária, vou explicar-te porque Me apresentei com o véu branco, envolvendo-Me o peito e cobrindo-Me a cabeça. Branco significa pureza e, sendo Eu a branca flor da Santíssima Trindade, não podia deixar de Me apresentar sem esta alvura”.

“A pureza transforma o homem em anjo e esta virtude é tão querida de Deus. Jesus chamou aos puros de bem-aventurados. Por ser pura Deus Me escolheu como Mãe de Jesus, por ser puro escolheu José como Pai adotivo, João por ser puro reclinou sua cabeça no peito sagrado de Jesus”!

“A Santíssima Trindade quis assim Me apresentar a este Instituto, revestida com o véu da pureza, virtude e qualidade de Deus, porque Nele tudo é puro”.

“Apresentei-Me não somente com a cabeça coberta de branco, mas, também o peito. Isto porque aí reside o coração, do qual nascem as paixões desordenadas! Portanto, teu coração deve estar sempre envolvido desta brancura celeste, que te dará a felicidade de ser morada da Santíssima Trindade”.

“Grava bem na tua alma estas lições, porque elas te servirão de luz e força para poder subir o Calvário e chegar à porta da Jerusalém celeste nos meus braços de Mãe”.

“Filha, vou falar-te sobre o terço que trazia nas minhas mãos. Chamei-o de Coroa das Lágrimas. Quando aos meus pés vieres, vendo em minhas mãos esta coroa, lembra-te que ela significa misericórdia, amor e dor”!

“Eu sou a Mãe da divina misericórdia! Choro diante do meu Filho os pecados de todos os homens e sempre estou intercedendo diante do trono do Altíssimo pelos pobres pecadores. Quando um pecador for rebelde não querendo te ouvir, vem aos meus pés e pede pelas minhas lágrimas benditas. Se ele for alma de boa vontade, alcançarás de Deus a graça desta alma não se perder”.

“A minha coroa das Lágrimas também deve lembrar-te o meu grande amor pelos pecadores. Sendo Mãe de todos os homens e vendo muitos se perderem, chorei por aqueles que, endurecidos, correm o risco de se precipitarem no inferno”.

“Por que lhe dei este nome de coroa? Porque minhas lágrimas foram coroadas por meu Divino Filho; elas são benditas e muitas gerações as exaltarão pelos benefícios recebidos por seu intermédio. Meu Filho coroou-as com tantos privilégios! Jesus deu estas pérolas preciosas a este Instituto para que elas façam parte de seu patrimônio”.

“A coroa de minhas abençoadas lágrimas significa que tua Mãe te ama. Usa de todos os seus privilégios, desde que recorras com confiança e amor”.

“Alma querida, aproveita destas lições e medita no significado de Nossa Senhora das Lágrimas. Eu com todo o amor digo: sou a Mãe das missionárias”!

“Vou explicar-te o motivo porque aqui Me apresentei com os meus olhos abaixados. Pintores inspirados Me gravaram nas telas, volvendo os meus olhares para o alto, quando desejaram cantar as glórias de minha Imaculada Conceição”.

“O que significará, porém, os meus olhares inclinados para baixo nesta aparição, em que vos entreguei minhas lágrimas benditas? Significam a minha compaixão sobre a humanidade, pois Eu desci do céu para trazer um alívio a seus males. Os meus olhos sempre estarão voltados para suas penas e aflições, toda vez que pedirem ao meu Filho pelas Lágrimas que derramei. E aos pés de minha imagem, veem que os fito com olhares de compaixão e de carinho”.

“Por isso os meus olhos inclinados, quando entreguei a minha Coroa, são os faróis para todos os meus filhos que quiserem honrar-me em minhas Lágrimas. Onde se rezar a Coroa de minhas Lágrimas, estarão os meus olhos, para lhes mostrar amor e afeição”.

“Onde se recitar com amor estas jaculatórias de minha Coroa, ali estarei como Mãe solícita, a lhes apontar os erros, convidar à virtude e a indicar o Coração de meu Filho amado. Onde for introduzida e reinar esta imagem, os meus olhares cobrirão a todos de grandes graças, dando-lhes já nesta vida experimentar minha proteção consoladora”.

“Vê, como na aparição, em que ofereci o meu tesouro, tudo tem significado. A inclinação de meus olhos representa bem a minha compaixão pelos filhos da terra, que sempre convido a buscar minhas Lágrimas, porque elas vos preparam para receber muitas graças”.

“Os meus olhos inclinados são um convite constante aos meus filhos, a suavíssima melodia que convida os pecadores e os converte para o Coração de Jesus Crucificado. Aí tens a explicação: nesta aparição inclinei meus olhos sobre a humanidade, pois desejo que ela se converta e se salva atraída pelos meus olhares. Sou Mãe complacente, doce e cheia de misericórdia”.

NOSSO SENHOR ACRESCENTOU

“Quando Maria desceu do Céu e veio até vós, trazia em seus lábios um doce sorriso, pela imensa alegria de poder presentear os homens com tão precioso tesouro”!

“O sorriso é sempre o transbordamento de alegria e paz, por isso, Maria quis trazê-lo em seus lábios para mostrar o que tantas almas experimentarão ao rezar essas súplicas tão comoventes. Eis porque a sua imagem deve trazer um doce sorriso, que será o bálsamo às chagas da pobre humanidade. Entrego-te no dia de hoje este sorriso bendito de nossa Mãe Lacrimosa”.

“Mãe Lacrimosa com sorriso? Sim, lacrimosa porque um dia chorou de dor e de amor, mas que, feliz, entrega como fruto destas duas causas sublimes, o seu sorriso”!

“Recebei, portanto, o sorriso de Maria como patrimônio da amada geração! O sorriso de Maria, que é mais doce que o mel, constituirá mais uma rede, que apanhará as almas que desejarem a santidade. Ele fascinará milhares e milhares de almas”!

“Recebei, filhas, os sorrisos de Maria! Que eles sejam uma realidade em vossos lábios, para que, à imitação de Maria, possais mostrar aos homens que vos sentis felizes em poder trabalhar por amor. As almas ficarão seduzidas, porque o sorriso de Maria a todos seduz”!

“Que este presente de imenso valor seja aproveitado e que o sorriso de nossa Mãe Lacrimosa não seja esquecido pela nossa geração”.

Em outra ocasião, Nosso Senhor lhe disse:

“Filha, vou hoje falar-te das Lágrimas de minha Mãe. Durante vinte séculos elas ficaram guardadas no meu Divino Coração para agora as entregar! Com esta entrega Eu te constituo apóstola de Nossa Senhora das Lágrimas e sei que estás pronta a dar a vida pela difusão de tão santa devoção”!

“Ser missionária das Lágrimas de minha Mãe é dar-Me imensas consolações! Dei valor infinito a essas Lágrimas e, com elas, os que se propuserem propagá-las terão a felicidade de roubar pecadores do maligno, cujo ódio há de colocar muitos obstáculos para que elas não sejam conhecidas”.

“O mundo tem necessidade de misericórdia! E para recebê-la não há dádiva mais preciosa do que as Lágrimas de minha Mãe! Se as lágrimas de uma mãe comovem o coração de um filho rebelde, como não se há de comover o Meu Coração, que tanto ama esta Mãe”?

“Este tesouro magnífico, guardado vinte séculos, está em tuas mãos para com ele salvar muitas almas das garras infernais! Quando as almas generosas dizem: “Meu Jesus, pelas Lágrimas de vossa Mãe Santíssima”, o Meu Coração se abre e faz jorrar sobre aquelas almas as torrentes de minha misericórdia”!

“Todos os que se propuserem propagar as Lágrimas de Minha Mãe, no Céu receberão uma alegria toda especial e louvarão as horas que passaram a divulgá-las”.

“Todos os sacerdotes que difundirem o poder das Lágrimas de Maria, terão seus trabalhos produzindo frutos de vida eterna e grandes coisas farão por Meu Amor”.

“A difusão desta riqueza das Lágrimas de minha Mãe é de muita importância para o Meu Coração porque vai Me dar milhões e milhões de almas”!

“Teu Jesus Crucificado, que em tuas mãos depositou tão sagrado e poderoso tesouro, do qual deves ser apóstola incansável e ser capaz de dar a vida por ele”.

“Felizes os que difundirem as Lágrimas de Maria”!

No dia 04 de Abril de 1931, a Santíssima Virgem disse à Irmã Amália:

“Almas queridas, como Deus é bom! Ele jamais desampara aqueles que por seu amor se sacrificam. Vede a vossa Mãe Dolorosa sustentada pelo apóstolo amado, depois da Paixão, na minha soledade. Que dedicação a de João para comigo! Ele fez tudo para confortar-Me em minha imensa dor”!

“Dizia-Me: Maria, não chores, vê que agora eu sou teu filho, lembra-te das palavras de Jesus: “Mulher, eis aí teu filho”, “filho eis aí tua Mãe”. Agora eu sou teu, tu és minha! Hei de fazer o teu Filho conhecido. Sabes, Mãe, quando na noite da ceia, coloquei minha cabeça no peito de Jesus, que horizontes se desvendaram! Que maravilha quando este Coração for verdadeiramente conhecido”!

“Fala-Me, João, do Coração de meu Filho, quando reclinaste a cabeça no seu peito. Como todas as mães, gosto de ouvir falar bem de meu Filho”!

“Mãe querida, não tenho palavras para descrever-te o Coração de Jesus! Tu, melhor do que eu, conheces os Seus segredos”!

“Sim, João, na verdade Eu conheço tudo. Porém nesta hora de dor, prefiro que fales deste Coração querido”!

“Quando, como apóstolo e filho agradecido, pressenti que um dos nossos O ia trair, percebi que o Mestre estava com o Coração dilacerado pela ingratidão. Sem demora abracei-O com tanto amor. Como Ele foi amável; não me afastou, ao contrário, deu-me ocasião de encostar minha cabeça em Seu peito! Sabes o que aconteceu? Jesus abriu-me Seu Coração e vi como será Seu reinado! Que prodígios, Mãe querida! Quantas almas conquistadas! Que belo reinado, Mãe querida, quando este Coração for bem conhecido no seu infinito amor”!

“Fala, meu filho, o que vistes mais”?

“Vi o Coração de teu adorado Filho, com Sua mansidão divina, arrebatar o mundo das garras infernais, quando parecer aos homens que tudo está perdido! Eu O vi a espalhar chamas sobre os corações de boa vontade e a difundir neles o amor generoso que aceita sacrifícios para salvar muitas almas para o céu”.

“Vi mais: vi aproveitado o Seu sangue derramado na Paixão. Jesus não sofreu em vão, vi milhões e milhões de corações a receberem este sangue divino e a se purificarem com ele! Mais ainda, Mãe querida, vi que este Coração vai ser nosso alimento e o de todas as almas até o fim dos séculos. Não ficamos órfãos, Jesus ficou conosco! Pude ver como Ele vai ser o nosso sustento com a Sua própria carne, alma e divindade. Eu, Mãe querida, posso te dar Jesus. Tu poderás receber o Corpo Santíssimo de Jesus, vivo, porque Jesus nos deu estes poderes na última ceia! Como és feliz, Maria, vais receber de novo o Amado de tua alma, tão realmente como quando o vias com teus olhos! Agora não chores mais, não estás sozinha, podes alegrar-te”!

“Fala-Me mais, meu filho, fala-Me da bondade de Jesus. Dize-Me, o que descobriste a este respeito”?

“Mãe querida, como? Que língua poderá falar da bondade e misericórdia do Coração de teu Filho amado”?

“Ó, não há língua humana que possa contar o quanto o Coração de Jesus é bom! Mas ao menos fala-Me o quanto tu podes”.

“Mãe querida, vi milhões e milhões de almas fascinadas pela doçura e bondade de Seu amável Coração; e, nesta escola de mansidão, vi milhões de virgens se prepararem para espalhar seu reinado sobre a face da terra, isto para os últimos tempos”!

“Vi a misericórdia deste Coração sempre a perdoar! Vi tantos pecadores perdoados, tantos aflitos consolados, tantos infelizes confortados! Vi tantas almas generosas a aproveitar da doçura deste Coração e, depois, transmiti-la para consolar os desprotegidos, os órfãos, as viúvas. Enfim, Mãe amável, vi a face da terra renovada. O temor não reinará mais sobre a terra! Os tremendos castigos não mais visitarão os filhos de Adão, porque o teu amado Filho, novo Adão, trouxe à terra a misericórdia! E Tu, Mãe querida, serás a distribuidora desta mesma misericórdia que reinará de hoje em diante”.

“Vê, Mãe bendita, como somos felizes por Jesus ter morrido na Cruz”!

“Filhas amadas, eis o que João Me falou; tudo isto Eu já o sabia, pois quem mais do que Eu conhecia o Coração de meu Filho? Foi para mostrar-vos minha grande dor que tudo isso vos contei. Vede como o bom Deus Me deixou sofrer tanto, porém Ele que não desampara ninguém deu-Me João, como anjo consolador”.

“Agora, almas queridas, não quereis vós ser para mim o que João foi? Também hoje gosto que Me falem da bondade e misericórdia de meu Filho e que dela falem a todos! Primeiramente comigo, como fez João e, então, Eu vos ensinarei como Ele é amável e cheio de misericórdia! Eu tenho necessidade de vós para que faleis de Jesus e O façais conhecido. Se vos sentirdes sem coragem, vinde a Mim e vos introduzirei no Seu amorosíssimo Coração”.

“Pela imensa dor em Minha solidão, Eu vos peço: difundi a bondade de Jesus aos vossos irmãos. Sede meus anjos aqui na terra como João o foi, dando aos homens o Coração de meu Filho”.

“Vos abençoa, na Sua soledade, Maria, Mãe das Lágrimas”.

Nosso Senhor e a Virgem Santíssima deixaram ainda outras mensagens à Irmã Amália, que posteriormente foram editadas.

APROVAÇÃO DOS BISPOS

O Bispo Dom Francisco de Campos Barreto assegurou que não somente no Brasil, mas também em outros países, inumeráveis conversões ocorreram por meio do uso da medalha de Nossa Senhora das Lágrimas, a qual foi revelada à Irmã Amália em aparição no dia 8 de abril de 1930.

O imprimatur à devoção foi concedido por Dom Francisco de Campos Barreto em oito de Março de 1932. A devoção recebeu posteriormente o imprimatur de Dom Michel Gallager (Detroit, vinte e dois de Março de 1935), Dom Stephanus Episcupus (Januri, treze de Julho de 1935) e Dom P. Augustinus (Battenhause, vinte e dois  de Fevereiro de 1996).

A profundidade desta devoção não deixa dúvidas do mar de graças que ela pode propiciar, à medida que ela for conhecida e divulgada!

Fonte: Site Reino da Virgem.

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DAS LÁGRIMAS (1)

Meu Jesus, ouvi os nossos rogos pelas Lágrimas de Vossa Mãe Santíssima.
Vede, ó Jesus, que são as Lágrimas d'Aquela que mais Vos amou na terra, e que mais Vos ama nos céus.

Que Assim Seja.

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DAS LÁGRIMAS (2)

Eis-nos aos Vossos pés, ó dulcíssimo Jesus Crucificado, para Vos oferecer as Lágrimas d'Aquela que, com tanto amor, Vos acompanhou no caminho doloroso do calvário. Fazei, ó bom Mestre, que nós saibamos aproveitar a lição que elas nos dão para que, realizando a Vossa Santíssima Vontade na terra, possamos um dia, nos céus, Vos louvar por toda a eternidade.

Que Assim Seja.

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DAS LÁGRIMAS (3)

Oh! Mãe de Jesus e Mãe nossa cheia de piedade, quantas lágrimas derramaste no curso de tua vida.
Vós que sois Mãe, compreendes perfeitamente a angústia de meu Coração que ainda se sente indigno de tua misericórdia, me impele a recorrer a teu Coração de Mãe com confiança de Filho.
Vosso Coração sempre rico em misericórdia nos foi aberto como uma nova fonte de graças nestes tempos de tantas misérias.
Do profundo de minha baixeza elevo a ti minha voz.
Oh! Mãe bondosa, a ti recorro, Mãe cheia de piedade, e imploro o bálsamo consolador de tuas lágrimas e de tuas graças sobre meu Coração acabrunhado pela dor.
Vosso pranto materno me dá a esperança de que me hás de escutar benignamente.
Oh! Coração de Maria, obtende-me de Jesus aquela fortaleza com que suportaste as grandes penas de vossa vida a fim de que cumpra sempre, com resignação cristã e ainda que em meio a dor, a vontade divina.
Obtende-me, Oh! doce Mãe, que cresça minha esperança, e se é conforme a vontade divina, obtende-me também, por tuas lágrimas imaculadas, a graça que com tanta fé e viva esperança te peço agora….
Oh! Virgem das Lágrimas, vida, doçura e esperança minha, em ti ponho hoje e para sempre toda minha confiança.
Coração Imaculado e dolorido de Maria, tem compaixão de mim.

Que Assim Seja.

Um comentário:

  1. Muito bom saber a historia tão linda de Nossa Senhora das Lágrimas Que Assim Seja.

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO