Seguidores

TRADUTOR

domingo, 24 de outubro de 2010

VIDA E ORAÇÃO A SÃO PAFUNCIO


(11 DE SETEMBRO)

ORAÇÃO A SÃO PAFUNCIO (1)
(Para se manter dentro da verdade)

São Pafuncio, verdadeiro soldado de Cristo, travaste muitas batalhas para poder livremente pregar a tua fé, sempre te orientaste pelos mandamentos e parábolas do Mestre, jamais te entregaste ou renegaste aquilo em que tu acreditava, mesmo sendo torturado, ou quando lutaste contra a lei do celibato, a vós que foste o escolhido para atender Santo Onofre em sua hora final, peço-vos o merecimento da fé e do amor a verdade, que nada me afaste do caminho do bem e que o Espírito da Verdade esteja sempre presente em minha vida, que eu possa como tu saber distinguir as grandes verdades e sempre praticar o amor ao próximo, não importando a fé que este próximo professe, em nome de Jesus Cristo, nosso Mestre eu vos imploro.

Que assim seja.

ORAÇÃO A SÃO PAFUNCIO (2)
(para vencer as adversidades da vida)

Em nome do Mestre amado a quem vós querido São Pafuncio sempre procurou seguir, não se entregando jamais a poder algum, eu venho aos vossos pés implorar que me conceda a graça de vencer as adversidades da vida em especial (pede-se a graça), se o meu pedido for do agrado do Senhor, caso contrário me mostre o verdadeiro caminho que devo seguir que eu saberei reconhecer como uma benção Divina e saberei que vós São Pafuncio estará olhando por mim. Em nome do Mestre Amado Jesus.

Que assim seja.

VIDA DE SÃO PAFUNCIO

Conhecido como Paphuntius, o grande.

O santo confessor São Paphuntius era um egípcio que após passar vários anos no deserto sob a direção do grande Santo Antônio, foi feito bispo de Thebaid. Ele era um dos confessores que durante a perseguição do Imperador Maximinus (310-313) teve o seu o olho direito arrancado, ficou paralítico de uma das pernas e depois enviado para trabalhar nas minas. Por milagre não morreu nas minas e com a morte de Maximinus, o Imperador Constantino (313-337) restaurou a paz com a Igreja e Pafuncio retornou ao seu rebanho, passando o resto de sua vida com as marcas gloriosas de seu sofrimento em nome do Mestre Crucificado. Ele era um dos mais zelosos em defender a fé católica contra a heresia Ariana e muito conhecido pela sua santidade. Como um dos que havia assumido sua fé sem renegá-la mesmo ante seus perseguidores e as mais terríveis torturas, ele era uma figura respeitada no primeiro Concilio Geral da Igreja, reunido em Nicea em 325.

Pafuncio, um homem que tinha observado estrita continência durante toda a sua vida é dito como tendo se distinguido entre os membros do Concilio pela oposição ao celibato do clero. Ele dizia que bastava seguir a antiga tradição da Igreja, que proibia o casamento somente após a ordenação. Deste dia até hoje é a Lei da Igreja Oriental, onde os católicos ortodoxos, que são casados podem ser ordenados e continuarem a viver com suas esposas. São Pafuncio é às vezes chamado de "O grande" para distingui-lo dos outros santos de mesmo nome. São Pafuncio teve o privilégio de enterrar Santo Onofre (Onouphrius) e foi ele que contou a sua história. Ele teria falecido em torno de 350dC.

Sua festa é celebrada no dia 11 de setembro.

2 comentários:

  1. Que interessante saber disso.

    E eu que muitas vezes o chamo : Ai, meu São Pafúncio! de brincadeira,rsrsr ;...

    muita gente que o faz,né? um beijo,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Minha amiga querida,que bem deve ser conhcer tantos santos assim, ne?
    è muito lindo e honrrado seu trabalho nesse blog.
    Deus te abençoe sempre..
    Cléo

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO