Seguidores

TRADUTOR

terça-feira, 22 de setembro de 2009

A POESIA EM ORAÇÃO

A POESIA EM ORAÇÃO

Dedilha o terço
Entre os dedos prostrados
Em muda oração


Joelhos curvados
Aos pés de Santa Maria
Louva ao Senhor

Olhos adorando
De Deus o sublime amor...
Ora ao irmão:

- “Pai Nosso, que estais”
... A me ouvir - Louvo-te!
Senhor Deus dos homens...

... De pouca Fé!... Vinde
Pastorear teu rebanho
o Vosso Recanto...

Veste-nos com Lírios
Das Tuas Letras- semente
De palavras sábias...

E que, nós, Senhor
Possamos ser chamados Filhos
Do Sangue lavado!”

Cala-se! Lábios trêmulos
De dor: “É morrendo que...
... Se vive... Senhor!”

Ergue-se beijando
O altar em devoção...
O verso: “Perdão!”

Um comentário:

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO