Seguidores

TRADUTOR

quarta-feira, 18 de maio de 2011

VIDA E ORAÇÃO A SANTO ANTÃO OU SANTO ANTONIO DO DESERTO



(17 DE JANEIRO)

ORAÇÃO A SANTO ANTÃO (1)
(Para curar moléstias da pele)

Deus, Todo-poderoso, que sentis prazer em glorificar Vossos servidores, eu Vos peço, humildemente, socorrei-me em minha aflição, pela intercessão de Santo Antão, Eremita, que hoje estou implorando.
Ouvi a minha prece, Senhor Deus, pelo sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Que assim seja.

(Rezar Creio em Deus Pai, Pai-Nosso e Ave-Maria.)

Repetir três vezes: Santo Antão, Eremita, que nunca faltais com o vosso socorro aos que vos invocam, rogai por nós.

ORAÇÃO A SANTO ANTÃO (2)

Ó Deus, que permitistes que, mesmo na solidão de uma gruta, no deserto, o demônio perturbasse Santo Antão com violentas tentações, mas lhe destes força de vencê-las, enviai-me, do céu, o vosso socorro, porque eu vivo num ambiente minado de tentações que me agridem, pelo rádio, televisão, novelas, bailes, cinemas, revistas, propagandas e maus companheiros.

Santo Antão, ficai sempre ao meu lado; vós que vencestes o demônio, na aparência de um bicho imundo, me dareis força na tentação. Na hora da tentação, socorrei-me Santo Antão. 

Que assim seja.

VIDA DE SANTO ANTÃO

Antonio do Deserto nasceu na cidade de Conam, no coração do antigo Egito, em 251, e batizado com o nome de Antão. Era o primogênito de uma família cristã de camponeses abastados e tinha apenas uma irmã.

Aos vinte anos, com a morte dos pais, herdou todos os bens e a irmã para cuidar. Mas, numa missa, foi tocado pela mensagem do Evangelho em que Cristo ensina a quem quer ser perfeito: "Vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro nos céus. Depois, vem e me segue". Foi exatamente o que ele fez. Distribuiu tudo o que tinha aos pobres, consagrou sua irmã ao estado de virgem cristã e se retirou para um deserto não muito longe de sua casa.

Passou a viver na oração e na penitência, dedicado exclusivamente a Deus. Como, entretanto, não deixava de atender quem lhe pedia orientação e ajuda, começou a ser muito procurado. Por isto, decidiu se retirar ainda para mais longe, vivendo numa gruta abandonada, por dezoito anos. Assim surgiu Antonio do Deserto o único discípulo do santo mais singular da Igreja: São Paulo, o ermitão.

Mas seus seguidores não o abandonavam. Aos cinqüenta e cinco anos, atendeu o pedido de seus discípulos, abandonando o isolamento do deserto. Com isto, nasceu uma forma curiosa de eremitas, os discípulos viviam solitários, cada um em sua cabana, mas todos em contato e sob a direção espiritual de Antonio.

A fama de sua extraordinária experiência de vida santa no deserto, correu o mundo. Passou a ser o modelo do monge recluso e chamado, até hoje, de "pai dos monges cristãos". Antonio não deixou de ser procurado também pelo próprio clero, por magistrados e peregrinos que não abriam mão de seus conselhos e consolo. Até o imperador Constantino e seus filhos estiveram com ele.

Mas, o corajoso Antonio esteve em Alexandria duas vezes: em 311 e 335. A primeira para animar e confortar os cristãos perseguidos por Diocleciano. E a segunda, para defender seu discípulo Atanásio, que era o bispo, e estava sendo perseguido e caluniado pelos arianos e para exortar os cristãos a se manterem fiéis à doutrina do Concílio de Nicéia de 325.

Ele também profetizou sua morte, depois de uma última visão de Deus com seus santos, que ocorreu aos cento e cinco anos, em 17 de janeiro de 356, na cidade de Coltzum, Egito. Antonio do Deserto ou Antão do Egito, foi colocado no Livro dos Santos para ser cultuado no dia de sua morte. Santo Atanásio foi o discípulo e amigo que escreveu sua biografia, registrando tudo sobre o caráter, costumes, obras e pensamento do monge mais ilustre da Igreja Católica antiga.

As suas relíquias são conservadas na igreja de Santo Antonio de Viennois, na França, onde os seus discípulos construíram um hospital e numerosas casas para abrigar os doentes abandonados. Mais tarde, se tornaram uma congregação e receberam o nome de "Ordem dos Hospedeiros Antonianos", que atravessou os séculos, vigorosa e prestigiada.

Frases e ensinamentos de Santo Antão:

"A maior obra dos homens é esta: ser capaz de manter seus pecados diante de Deus e estar preparado para a tentação até o último suspiro."

"Quem não tiver sido tentado, não poderá entrar no reino do céu. Se suprimires a tentação, ninguém se salvará."

"Aquele que senta-se em solicitude e quietude, escapou de três batalhas: ouvindo, falando e vendo. Mas mesmo assim ele tem uma constante guerra: no seu próprio coração."

Sua festa é celebrada no dia 17 de janeiro.

3 comentários:

  1. Olá,
    Que S. Antão interceda por nossas necessidades mais urgentes!!!
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  2. oração a Santo Antão ou Santo Antônio do Deserto comemorado hoje.

    ResponderExcluir
  3. Em Nome de Nosso Senhor Jesus Cristo pela intercessão da Virgem Imaculada Conceição e Santo Antão pela venda de um terreno em Caieiras, rua Guadalajara com esquina Antonio Generoso da Silva numero 213. Assim Seja. Amém.

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO