Seguidores

TRADUTOR

sábado, 9 de janeiro de 2010

VIDA E ORAÇÃO A SANTA BEATRIZ DA SILVA


(17 de Agosto)

Santa Beatriz da Silva nasceu em Celta, quando esta cidade pertencia a Portugal. Possuía descendência real hispano-portuguesa e pertencia à mais alta nobreza da corte. Como condessa costumava subir com muita freqüência ao monte Hacho, com a finalidade de venerar Nossa Senhora da África, pois desde a mais tenra idade nutria grande veneração e amor pela Imaculada Conceição. Tinha 10 anos quando seu pai foi transladado a Portugal.

Foi no ano de 1447 que se despediu do solar da família Ruiz de Silva e Meneses, com a finalidade de acompanhar, na qualidade de dama de honra, a princesa Isabel de Portugal, que partiu para Castella a fim de contrair matrimônio com o rei daquela nação, João II de Castella.

A corte não tinha um lugar fixo, variando conforme as circunstâncias. Às vezes residia em Madrigal de Altas Torres, onde viria a nascer a princesa Isabel, a Católica. Outras vezes residia em Tordesilhas. Tudo dependia da necessidade daquele ambiente cortesão, onde imperava clima cercado de receios e intrigas.

Era Beatriz da Silva pessoa de deslumbrante beleza. Apesar de possuir sangue real, era uma graciosa donzela, que excedia todas as demais de seu tempo, em formosura e gentileza. Isto fez com que a própria Beatriz se desse conta de que, sua rara beleza, passara a ser motivo involuntário de constantes rivalidades entre seus apaixonados pretendentes. Muitos condes e duques intencionavam pedir sua mão em matrimônio. Haviam acaloradas disputas e lances de amor por sua causa. Beatriz se refugiava e permanecia em silêncio e oração. Diante desta incômoda circunstância, expressou que trocaria sua aparência pela da mulher mais feia do mundo.

Pela sua extrema piedade, não tardou que o poder do mal, contra ela lançasse seus furores. Boatos maldosos surgiram e colocaram em dúvida sobre a virtude de Beatriz. Foi quando começou a crescer na rainha idéias fantasiosas, acêrca da fidelidade conjugal do Rei, que poderia se deixar levar pela formosura de Beatriz e pela sua "má índole", cujas mentes maliciosas, caluniosamente haviam propagado. Cega de ciúmes, a rainha extremamente encolerizada, decidiu investir contra ela de maneira violenta. Um dia, fez-se acompanhar de Beatriz a um sótão escuro e a empurrou para dentro de um grande cofre, que foi fechado à chave. Naquela prisão foi onde a Santa recebeu em plenitude o “Dom de Deus”, e lhe foi dada a conhecer a sua futura missão: a de fundar uma Ordem, com o fim de honrar a Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria. Permaneceu três dias naquela prisão e durante este tempo apareceu-lhe a Santíssima Virgem com o menino nos braços, vestia um hábito todo branco e escapulário da mesma cor e a cobri-la um manto azul. A Virgem Imaculada passou-lhe a missão a que estava destinada.

Após os três dias a rainha abriu o cofre esperando encontrar um cadáver, espantada viu diante de si Beatriz viva e com perfeita saúde. Este cofre encontra-se preservado, até hoje, junto ao convento de Santa Clara, em Tordesilhas. A rainha então lhe dá liberdade para viver aonde quisesse. Beatriz decide por Toledo, e durante a viagem recebeu outra benção Divina, estranhamente durante a viagem lhe aparece dois monges que apareceram detrás de um monte, ela os identificou como monges do padre S.Francisco. F içou receosa que estivessem a mando da rainha, mas ao lhes abrir o coração, os monges a acalmaram e viajaram juntos, dando a ela boas palavras, incentivando-a na sua missão. No entanto quando Beatriz os convida para participar de sua ceia na próxima pousada, para espanto dela e de todos que a acompanhavam, os monges desaparecem. Este encontro deixou-lhe na alma uma grande consolação e abriu-lhe o entendimento às realidades sobrenaturais, compreendendo que seus companheiros de viagem eram Santo Antônio de Lisboa e São Francisco de Assis.

Em Toledo é aceita no mosteiro de São Domingos. Não abraçou a vida monástica, mas seguiu o mesmo estilo de vida das monjas, durante um período de 30 anos.

Nesta época, Isabel (a Católica), na condição de nova rainha, que às vezes acudia sua mãe desde Arévalo, costumava, ainda que consternada, a visitar Beatriz. Nutrida por grande admiração, lhe concedeu os palácios de Galiana e o Mosteiro de Santa fé. Foi neste mosteiro que Beatriz ingressou com doze religiosas, depois de 30 anos de espera, com o nome de Maria Imaculada, onde fundou sua Ordem contemplativa de Concepção Franciscana (Concepcionistas). A congregação expandiu-se rapidamente tanto na Europa quanto na América.

O Papa Inocêncio VII foi quem aprovou a Bula, no ano de 1489. Em 1491, a bula foi levada solenemente da catedral de Toledo até o mosteiro de Santa Fé.

Poucos dias depois, Beatriz caiu gravemente enferma. No leito de morte, recebeu o hábito e pronunciou os votos, como madre Fundadora da Ordem. Ao ungirem sua fronte, milagrosamente apareceu uma estrela e por este motivo é nos quadros e imagens, a figura da Santa é representada com uma estrela na testa. Partiu para a eternidade no dia 17 de agosto de 1491. Foi declarada Beata por Pio XI em 1926 e canonizada pelo Papa Paulo VI cinqüenta anos depois, em 1976.

ORAÇÃO A SANTA BEATRIZ DA SILVA

Em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, imploro-vos ó Santa Beatriz da Silva, que intercedas por mim.

Peço-vos que possa eu caminhar sempre seguindo a estrada que o Pai Altíssimo designou-me, que eu resista às tentações da vaidade, luxuria orgulho e poder, que eu possa compreender o amor universal, fraterno.

Que a minha fé se fortifique sempre, colocando-me em vossas mãos para ter certeza do caminho a seguir.

Que a Virgem Maria Imaculada Conceição me cubra com seu manto, salvando-me dos meus inimigos e clareando as dúvidas que trago na minha mente.

Sei que me escutas e sei que bem sabes da necessidade que apresento, vos peço que se for de meu merecimento eu a alcance, se não for compreendo que não seria para mim o melhor e que o Pai através de vós me concederá o que é para o meu bem.

Que assim seja

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO