Seguidores

TRADUTOR

terça-feira, 26 de agosto de 2014

VIDA DE SANTA CLÁUDIA PRÓCULA


27-10


Em uma época politicamente efervescente, onde o pensamento masculino ditava as regras, Cláudia Prócula surge para fazer a diferença e posteriormente ser citada, ainda que sua palavra não tenha sido levada em conta a quem foi destinada. Mas essa mulher provou "que Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes" (1 Co 1: 27b).
Não temos muitos detalhes a respeito de sua vida, mas podemos observar, por suas atitudes, que ela possuía o temor do Senhor.     
Em certo livro apócrifo, escrito por alguém cognominado Nicodemos, encontra-se a descrição da esposa de Pôncio Pilatos, governador romano na Judéia, por ocasião da crucificação de Jesus Cristo; sendo neta do imperador Augusto. Este livro afirma que ela era prosélita do Judaísmo, ou convertida ao Judaísmo, pertencendo à classe alta de mulheres da época.        
Cláudia Prócula teve papel importantíssimo nos últimos dias de Jesus Cristo, mas ficou quase que completamente de fora dos evangelhos. Apenas o evangelho de Mateus fala sobre ela. Em Mateus 27:19, lemos:          
"E estando assentado no tribunal, sua mulher mandou dizer-lhe: Não te envolvas na questão desse justo, porque muito sofri hoje em sonho por causa dele".                         
Deus se revela a ela, possivelmente num sonho marcante, e lhe mostra que o "Rabi da Galiléia" era um homem justo. A alma dela angustiou-se ao pensar qual o destino dado a Jesus de Nazaré.   




O QUE NOS DIZ A HISTÓRIA:

Cláudia Prócula , esposa do Procurador Romano da Judéia , Pôncio Pilatos , é cultuada pelas igrejas cismáticas grega e etíope como santa, sua festa ocorre no dia 27 de Outubro.

Cláudia Prócula era oriunda da Gália e adquiriu a cidadania romana, de pleno direito, ao contrair matrimônio com Pilatos.

Outros autores especulam que ela seria ligada à poderosa familia Claudia, da qual era descendente Tibério e que teria sido a responsável pela ascensão de Pilatos.
Cláudia Prócula seria neta do imperador Augusto e filha ilegítima de Cláudia , a terceira esposa do imperador Tibério .

Cláudia acompanhou Pilatos à Palestina, desde os primeiros momentos; algo que era vedado pela "Lex Oppia ".

Interessou-se pela religião judaica . Ouviu falar de Jesus e ficou interessada em sua doutrina , através das pregações de João Batista.

A tradição conta que foi o Centurião de Cafarnaum quem falou pela primeira vez de Jesus a ela.
Cláudia Prócula fez diversas gestões junto a Pilatos em favor do Profeta Jesus de Nazaré.

S. Mateus é  o único que relata os atos de Cláudia , mulher do Procurador da Judéia . Ela mandou dizer a Pilatos : "Não te imiscuas no caso desse justo, porque muito sofri hoje em sonhos por causa d'Ele.(Mt.27,19).

Os apócrifos afirmam que a resposta dos membros dos sinédrio a Pilatos sobre o sonho de Cláudia era - para eles - a confirmação de que Jesus era um mago. Nosso Senhor Jesus Cristo teria enviado uma mensagem em sonho a Cláudia, o que fez os membros do Sinédrio reforçarem a acusação de bruxaria contra ele.

Pilatos teria prometido a Cláudia que não condenaria Jesus.

Cláudia converteu-se ao cristianismo e colaborou com São Paulo em Roma e com os apóstolos na Palestina, segundo a tradição. Especula-se que a Cláudia mencionada na Epistola de Paulo a Timóteo seja Cláudia Prócula.

(II Tim., iv, 21)

A freira e vidente Anna Katerina Emmerick apresenta detalhes - a partir das suas visões místicas - sobre a participação de Cláudia Prócula no processo que envolveu a condenação de Jesus .


Santa Cláudia Prócula é santa da Igreja Ortodoxa e Copta, não encontrei orações a ela, mas foi uma mulher que acreditou em Deus,  Ele a escolheu para que em sonho soubesse que JESUS CRISTO era Seu Filho, o Messias. Depois do fato, ela converteu-se e cooperou com os cristãos, por isto considerei justo que todos saibam de sua história e para quem quiser se aprofundar, leiam:



Autora: Antoinette May

Editora: Sextante



2 comentários:

  1. Sempre é bom termos um conhecimento maior sobre aqueles que são considerados santos.Gostei de conhecer.
    Élys

    ResponderExcluir
  2. Tive uma visão e registrei num romance que escrevia. Claudia não conseguiu salvar Jesus, mas seu recado a Pilatos atemorizou os soldados. Temendo represálias do próprio Pilatos, certamente pensaram três vezes, antes de usar violência contra as amigas do Justo. Especialmente no caso de Verônica, que desafiou em público o poderio da guarda romana.

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO