Seguidores

TRADUTOR

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

VIDA E ORAÇÃO DE SÃO TARCÍSIO




15-08

 Muito pouco se sabe da vida de São Tarcísio. Mas os fatos que temos conhecimento nos mostram sua grande alma. Tarcísio era coroinha da Igreja na época do Império Romano, no século III.

 Ele acompanhava o papa Sisto II na missa.  O papa Sisto II morreu por volta do ano 258 por ser cristão. Nessa época, celebrava-se a Eucaristia nos cemitérios dentro das catacumbas, devido à perseguição do imperador romano, Valeriano.

 Devido a essa perseguição os cristãos eram lançados às prisões, sendo quase sempre mortos, era costume levar-lhes a comunhão às escondidas, para que não desanimassem nem perdessem a fé. Quem fazia isso eram os diáconos.

 Um dia, às vésperas do martírio de um grande grupo de cristãos, o papa Sisto II não sabia quem mandar para levar a Comunhão na prisão, pois seus diáconos também estavam presos. Foi então que o coroinha Tarcísio, com apenas 12 anos, ofereceu-se. Todos disseram que poderia ser morto, mas ele argumentou que ninguém desconfiaria de uma criança. Afirmou ainda que preferia morrer, a entregar a Eucaristia aos pagãos romanos.

 Diante disso, foi aceito. Passando por uma estrada chamada Via Ápia, alguns rapazes vendo o modo cauteloso como Tarcísio segurava algo sob a roupa, tentaram saber o que era. Como se recusou a lhes mostrar, apedrejaram-no até a morte. Quando foram procurar o que Tarcísio levava, as hóstias haviam sumido misteriosamente. Um soldado cristão viu Tarcísio caído e o levou às catacumbas, onde foi sepultado. Desde o início, Tarcísio foi venerado como exemplo de santidade. O padroeiro dos coroinhas.


ORAÇÃO I

Glorioso São Tarcísio, mártir da Eucaristia, puro e humilde de coração, rogo pela pureza de minha pobre alma e de meu corpo. Por vossa angélica pureza, mártir de Cristo, rogo-vos que intercedas por mim ante o Cordeiro Imaculado: Jesus Cristo e ante a Sua Mãe Santíssima, a Virgem das Virgens, e me preserva de todo o pecado mortal.
Glorioso São Tarcísio, não permitas que eu seja manchado com alguma mancha de impureza, mas quando me virdes em tentação ou perigo de pecar, afastai do meu coração todos os pensamentos e afetos imundos , despertando em mim a lembrança da eternidade e de Jesus Cristo, imprimi profundamente em meu coração o santo sentimento do amor a  Deus. Inflamai-me no amor divino, para que, imitando-vos aqui na terra, mereça gozar de Deus Convosco no Céu.

Que assim seja.


ORAÇÃO II


Ó glorioso São Tarcísio, que agora no céu estais gozando o prêmio do vosso amor verdadeiro a Deus, de fidelidade e proteção constante à Santa Eucaristia.
Abençoai nossas famílias e os devotos, que buscam em Ti o Amor e a Coragem de lutar por Jesus Cristo.
Quero, neste dia, seguir sua bravura, sentindo em meu coração a Santa Eucaristia, seguindo a Jesus Cristo, amando e respeitando o serviço de sua Igreja, o Magistério de nossa Fé.
Livrai-me da maldade e de tudo o que pode me separar de Deus, do próximo e da salvação eterna.  Concedei-me a graça que desejo alcançar (Pedido).

Que assim seja.


ORAÇÃO  III

São Tarcísio, nosso padroeiro! Ajudai-nos a consagrar nossa vida a Deus. Ensinai-nos a servir Cristo e ao próximo, com firmeza, alegria, fé e dedicação. Pede por nós, ó São Tarcísio! Concede-nos saúde, vontade de viver e coragem para perseverar. Dá-nos disposição de viver como amigos e irmãos. São Tarcísio, coroinha-mártir, desperta em nós um grande amor a Cristo na Eucaristia. Fortalece nossa união e inspira nossos serviços à comunidade.

Que assim seja.


ORAÇÃO IV


Ó glorioso São Tarcísio, que agora no céu estais gozando o prêmio do vosso amor verdadeiro a Deus, de fidelidade e proteção constante à Santa Eucaristia.
Abençoai nossas famílias e os devotos, que buscam em Ti o Amor e a Coragem de lutar por Jesus Cristo.
Quero, neste dia, seguir sua bravura, sentindo em meu coração a Santa Eucaristia, seguindo a Jesus Cristo, amando e respeitando o serviço de sua Igreja, o Magistério de nossa Fé.
Livre-me da maldade e de tudo o que pode me separar de Deus, do próximo e da salvação eterna. Concedei-me a graça que desejo alcançar (Pedido).
Graças e louvores se dê a cada momento, ao Digníssimo Santíssimo Sacramento.



Que assim seja
Fonte: http://oscoroinhas.blogspot.com.br

3 comentários:

  1. Luconi,eu não conhecia esse santo!Uma história comovente!bjs,

    ResponderExcluir
  2. eu guando era um gury muito pobre e faminto ,conheci uma religiosa da ordem de São Vicente de Paula, no rio de janeiro que era superiora de uma de uma casa de apoio a crianças carentes (em cima do tunel novo entre copacabana e botafogo) chamada irmã Tereza(cearence) que me colocou no grupo de S. Tarcisio. apos anos (65anos eu tenho) encontro a lembrança de S. Tarcisio muito obrigado irmã terteza.

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO