Seguidores

TRADUTOR

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

VIDA E ORAÇÃO A SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO



(08 DE AGOSTO)

ORAÇÃO A SÃO DOMINGOS DE GUSMAO

São Domingos, apóstolo do Rosário, acompanhai-nos com a vossa bênção, na recitação do terço, para que, por meio desta devoção a Maria, cheguemos mais depressa a Jesus, e como na batalha de Lepanto, Nossa Senhora do Rosário nos leve a vitória em todas as lutas da vida.
Por seu Filho, Jesus Cristo, na unidade do Pai e do Espírito Santo.

Que Assim Seja.

VIDA DE SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO

Neste dia lembramos aquele que, ao lado de São Francisco de Assis, marcou o século XIII com sua santidade vivida na mendicância e no total abandono em Deus e desapego material.

São Domingos nasceu em Caleruega, na Castela Velha em 1170, Espanha, e pertencia à alta linhagem dos Gusmão. O pai, Félix de Gusmão, queria entusiasmá-lo pelas armas. Porém o menino preferia andar com a mãe, Joana de Aza, grande esmoler, e com clérigos e monges.

Interessante é que antes de Domingos nascer sua mãe sonhou com um cão, que trazia na boca uma tocha acesa de que irradiava grande luz sobre o mundo. Mais do que sonho foi uma profecia, pois Domingos de Gusmão, de estatura mediana, corpo esguio, rosto bonito e levemente corado, cabelos e barba levemente vermelhos, belos olhos luminosos, não fez outra coisa senão iluminar todo o seu tempo e a Igreja com a Luz do Evangelho, isso depois de se desapegar a tal ponto de si e das coisas, que chegou a vender todos os seus ricos livros, a fim de comprar comida aos famintos.

Homem de oração, penitência e amor à Palavra de Deus, São Domingos acolheu o chamado ao sacerdócio e ao ser ordenado (no ano de 1203 em Osma, onde foi nomeado cônego).

No ano de 1204, Domingos seguiu para Roma a fim de obter do Papa licença para evangelizar os bárbaros na Germânia. No entanto, o Papa Inocêncio III orientou-o para a conversão dos Albigenses que infestavam todo o Sul da França com suas heresias.

Desta forma, Domingos fez do sul da França, o seu principal campo de ação. Quando os hereges depararam com a verdadeira pobreza evangélica de São Domingos de Gusmão, muitos aderiram à Verdade, pois nesta altura já nascia, no ano de 1215 em Tolosa, a primeira casa dos Irmãos Pregadores, também conhecidos como Dominicanos (cães do Senhor) que na mendicância, amor e propagação do Rosário da Virgem Maria, rígida formação teológica e apologética, levavam em comunidade a Véritas, ou seja, a verdade libertadora.

São Domingos de Gusmão entrou no Céu com 51 anos e foi canonizado pelo Papa Gregório IX, em 1234.

São Domingos de Gusmão, rogai por nós!

VIDA E ORAÇÃO A SANTA CATARINA DE ALEXANDRIA

(25 de Novembro)


ORAÇÃO A SANTA CATARINA DE ALEXANDRIA (1)
PARA PROTEÇÃO CONTRA ACIDENTES
Santa Catarina, vós quebrastes a roda da engrenagem das mãos dos torturadores e por isto és invocada como protetora contra os acidentes; eu vos peço, protegei-me de todo e qualquer acidente.
Acidentes de trânsito, acidentes com arma de fogo, acidentes de quedas e tombos, acidentes a pé e a cavalo, acidentes com instrumentos de trabalho, acidentes com venenos e agrotóxicos, acidentes com máquinas e explosivos, acidentes de mordidas de cobras ou aranhas, acidentes em casa, na estrada, na roça, no campo ou no mato.
Protegei meu corpo de todo e qualquer perigo que a cada instante estou sujeito a enfrentar.
Defendei também a minha alma contra os perigos espirituais, que são tantos, em toda parte.
Santa Catarina protegei-me e salvai-me.
Que Assim Seja.


ORAÇÃO A SANTA CATARINA DE ALEXANDRIA (2)
PARA AUXÍLIO AOS ESTUDANTES
Santa Catarina de Alexandria, que tivestes uma inteligência abençoada por Deus, abre a minha inteligência, faze entrar na minha cabeça as matérias de aula, dá-me clareza e calma na hora dos exames, para que possa ser aprovado (a).
Eu quero aprender sempre mais, não por vaidade, nem só para agradar aos meus familiares e professores, mas para ser útil a mim mesmo, a minha família, à sociedade e à minha Pátria.
Santa Catarina de Alexandria, conto contigo.
Conta também tu comigo.
Eu quero ser um (a) bom (a) cristão (a) para merecer a tua proteção.

Que Assim Seja.

VIDA DE SANTA CATARINA DE ALEXANDRIA

Neste dia lembramos a vida desta santa que é inspiradora e protetora de um Estado brasileiro: Santa Catarina. Nascida em Alexandria, recebeu uma ótima formação cristã. É uma das mais célebres mártires dos primeiros séculos, um dos Santos Auxiliadores.

O pai, diz a lenda, era Costes, rei de Alexandria. Ela própria era, aos 17 anos, a mais bonita e a mais sábia das jovens de todo o império; esta sabedoria levou-a a ser muitas vezes invocada pelos estudantes. Anunciou que desejava casar-se, contanto que fosse com um príncipe tão belo e tão sábio como ela. Esta segunda condição embargou que se apresentasse qualquer pretendente.
"Será a Virgem Maria que te procurará o noivo sonhado", disse-lhe o ermitão Ananias, que tinha revelações. Maria aparece, de fato, a Catarina na noite seguinte, trazendo o Menino Jesus pela mão. "Gostas tu d'Ele?", perguntou Maria. -"Oh, sim". -"E tu, Jesus, gostas dela?" -"Não gosto, é muito feia". Catarina foi logo ter com Ananias: "Ele acha que sou feia", disse chorando. -"Não é o teu corpo, é a tua alma orgulhosa que Lhe desagrada", respondeu o eremita. Este a instruiu sobre as verdades da fé batizou-a e tornou-a humilde; depois disto, tendo-a Jesus encontrado bela, a Virgem Santíssima meteu aos dois o anel no dedo; foi isto que se ficou chamando desde então o "casamento místico de Santa Catarina".

Ansiosa de ir ter com o seu Esposo celestial, Catarina ficou pensando unicamente no martírio. Conta-se que ela apresentou-se em nome de Deus, diante do perseguidor, imperador Maxêncio, a fim de repreendê-lo por perseguir aos cristãos e demonstrar a irracionalidade e inutilidade da religião pagã.
Santa Catarina, conduzida pelo Espírito Santo e com sabedoria, conseguiu demonstrar a beleza do seguimento de Jesus na sua Igreja. Incapaz de lhe responder, Maxêncio reuniu para confundi-la os 50 melhores filósofos da província que, além de se contradizerem, curvaram-se para a Verdade e converteram-se ao Cristianismo, isto tudo para a infelicidade do terrível imperador.

Maxêncio mandou os filósofos serem queimados vivos, assim como à sua mulher Augusta, ao ajudante de campo Porfírio e a duzentos oficiais que, depois de ouvirem Catarina, tinham-se proclamado cristãos. Após a morte destes, Santa Catarina foi provada na dor e aprovada por Deus no martírio, tendo sido sacrificada numa máquina com quatro rodas, armadas de pontas e de serras. Isto aconteceu por volta do ano 305.
O seu culto parece ter irradiado do Monte Sinai; a festa foi incluída no calendário pelo Papa João XXII (1316-1334).

domingo, 7 de fevereiro de 2010

FILHOS



Senhor,

Sei que é alvorecer; é que tudo se tornou tão frio, escuro. Vejo que o jardim deixou de florir. Havia uma rosa ontem, murchou e as pétalas caíram; no canto do muro uma trepadeira estendia seus ramos verdes com pequeninas flores róseas; agora só ramos secos estão lá. Parecem terem desaparecido as borboletas que brincavam festivas por aqui!... O sol me soa tão despido no céu azul!...
Separamo-nos no portão. Ele começou a andar em direção contrária a nossa casa e eu fiquei ali, sozinha. Seus olhos estavam cheios de um brilho que me pareceu o retrato de um bichinho solto após tempos de exílio. Vi neles meninos correndo e saltando de cima das ribanceiras para as águas novas do rio. Eram uns olhos tão grandes e bonitos! E, pareceu-me que estavam sorrindo e chorando para mim...
Bem longe há cantos de andorinhas, pousando nas faveiras carregadinhas de folhas verdes. Se eu adentrar pela roça, encontrarei melancias maduras, abóboras de leite com o talo seco no ponto de serem colhidas. Na quitandinha de seu João certamente há amigos numa prosa boa contado de causos de pescador ou falando da colheita dos plantios. Meu fogão à lenha reclama as panelas, todavia parece-me ter fugido a alegria costumeira de cozinhar.
Mas o menino tinha de ir! Passou no vestibular e foi estudar na cidade grande. No entanto um vento frio palpita-me aqui no peito, e estou em prantos de lágrimas por dentro de tamanha saudade dele, meu Senhor! Os meninos crescem, sei; e cortam o cordão umbilical. E que faço com esta vontade de querer lhe afagar os cabelos, de olhar em seu rosto e ver aquele amor por mim que lhe coloriam as faces?
Tudo era tão conhecido, tão de dentro de minha porta. Agora vivo nesta ansiedade esperando o telefone tocar. E meus olhos estão marejados; minha voz está embargada de saudade. Ele vai notar; hoje é domingo, dia de ele me ligar.
Oh, Senhor meu! Acalma o coração de uma pobre mãe! Dá-me forças... Sei que meu filhinho fez o certo... É que o vejo pequenino andando atrás de mim; pedindo colo e me chamando quando caía.
_ Triiimmm, triiimmm, trimmm...
_Alô! Meu filho... !

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

VIDA E ORAÇÃO SÃO DIMAS



(25 DE MARÇO)

ORAÇÃO A SÃO DIMAS

São Dimas, que tivestes a felicidade de ouvir dos lábios de Jesus Crucificado esta palavra de salvação.
Hoje estarás comigo no Paraíso.
Porque cheio de uma grande confiança no amor misericordioso de Jesus, ousaste pedir: "SENHOR, LEMBRAI-VOS DE MIM QUANDO ENTRARES EM VOSSO REINO" e alcançaste a graça, glorioso SÃO DIMAS, a vossa fé viva e o vosso arrependimento na hora derradeira, vos valeram tamanha graça.
Também nós pobres pecadores, pelas chagas de Jesus crucificado e pelas dores de vossa Mãe, Maria Santíssima, vos rogamos e esperamos alcançar a divina misericórdia na vida, sobretudo na hora da morte.
E para que tamanha graça nos seja concedida, imploramos a vossa valiosa proteção. Ó Dimas, fostes o bom Ladrão que, roubando o céu e conquistando o Coração agonizante e misericordioso de Jesus, vos tornaste o modelo da confiança, e dos pecadores, arrependidos.
Valei-nos, São Dimas, em todas as nossas aflições e necessidades temporais e espirituais!
Sobretudo naquela hora derradeira, quando chegar nossa agonia, pedi a Jesus crucificado e morto para nossa salvação, possamos ter o vosso arrependimento e confiança, e também, como vós, ouvir a consoladora promessa: "HOJE ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO".

Que Assim Seja.

VIDA DE SÃO DIMAS

São Dimas era um dos ladrões crucificados ao lado de Cristo.
Um dos ladrões diz que Jesus deveria provar que era o Messias salvando-os.
Dimas o responde, dizendo que se ele não teme a Deus, merece a condenação. E pede que Jesus se lembre dele.
Ao que Jesus responde "Hoje estarás comigo no paraíso." (Lc. 23:43).
Isto é suficiente para que tradicionalmente se considere que sua salvação estava garantida. Sua comemoração foi marcada para o dia 25 porque é a data que se calcula que tenha sido a crucifixão.
Nada se sabe ao certo sobre o passado de Dimas. Uma lenda conta que ele e o outro ladrão crucificado estavam entre um bando de ladrões que encontrou com a Sagrada Família no caminho para o Egito e que Dimas, percebendo que aquela era uma família especial, deixou que passassem sem lhes fazer mal.

São Dimas é padroeiro dos prisioneiros condenados, dos prisioneiros no corredor da morte e ladrões reformados.